Brasil Insights

Como funciona a medição de audiência de TV?

Jacqueline Lafloufa

Editora de conteúdo e insights

Áudio, Texto, TV e Vídeo 15.02.2017 / 07:00

assistindo-tv

Entenda como é feita a aferição dos pontos de audiência dos programas de TV e saiba quantos domicílios cada ponto equivale

Os pontos de audiência de determinado programa, seja ele de rádio ou de TV, são uma forma de mensurar o sucesso daquele determinado conteúdo com o público de certa região. No geral, os pontos de audiência são uma expressão numérica do sucesso daquela exibição, que reflete a proporção de espectadores de determinado programa de acordo com o total de aparelhos ligados.

Mas... você sabe como é feita essa medição? Será que deixar o seu televisor ou rádio desligado afetará a medição de audiência daquele programa?

Conheça o Peoplemeter, o aparelho que mede a audiência da TV

Peoplemeter -DIB

Não são todos os aparelhos de TV que são monitorados pela Kantar IBOPE Media. A não ser que você tenha sido selecionado para fazer parte da amostra que é monitorada, deixar a sua TV ligada ou desligada não irá impactar na medição de audiência de um determinado programa ou canal.

Através do aparelho Peoplemeter, também conhecido pela sigla DIB 6, a Kantar IBOPE Media consegue mensurar no território brasileiro quantos lares e quantas pessoas estão assistindo à um determinado programa. As casas que fazem parte da amostra possuem um aparelho desse como o da foto em cada uma das suas televisões, e através de um controle-remoto elas também identificam quais as pessoas da casa – pai, mãe, filho, vovó – estão assistindo ao programa naquele determinado momento.

Mas não é todo mundo que pode fazer parte da amostragem da audiência de TV. As famílias que têm seus hábitos de TV monitorados por empresas de pesquisa são escolhidas estatisticamente para representar um universo – essa é a chamada amostra.

Para determinar quem deve e quem não deve fazer parte da amostra, a Kantar IBOPE Media faz um amplo levantamento sócio-economico (LSE), com base no IBGE, que cria uma espécie de “radiografia” do Brasil. Dessa forma, a amostra é capaz de representar o Brasil em sua totalidade, pois são selecionadas famílias que preenchem os critérios de representatividade. Uma analogia que ajuda a entender isso é a amostra de sangue, que usa uma pequena quantidade de sangue para representar o total dos elementos sanguíneos que circulam no organismo. A Kantar IBOPE Media garante que a sua amostra representa, tanto em distribuição regional, gênero, classe e idade, o Brasil como um todo. 

Os domicílios costumam ser escolhidos através de sorteio e todos têm um contrato com a Kantar IBOPE Media, onde são instruídas a não revelar que possuem um Peoplemeter em casa, através de um contrato de sigilo. A partir daí é feita a instalação dos Peoplemeters em todos os televisores da residência. Para garantir a idoneidade da medição, não são autorizadas a fazer parte da amostra famílias que tenham membros ligados a empresas de pesquisa ou do ramo televisivo, o que garante a confiabilidade da medição.

O reconhecimento do programa que está sendo assistido é feito a partir da identificação do conteúdo por meio do áudio, tecnologia conhecida pelo nome de Fingerprint. Os dados são transmitidos minuto a minuto para as centrais de análise de dados da Kantar IBOPE Media.

Esses dados são entregues aos clientes da Kantar IBOPE Media, que podem acompanhar a medição em tempo real. No dia seguinte, um número consolidado, em que o processamento final considera, por exemplo, domicílios que transmitiram informação no período de até 6 horas do horário em tempo real, é disponibilizado aos clientes, que podem analisar a repercussão dos seus programas e a audiência.

Todo o processo de medição de audiência é acompanhado e auditado por uma empresa externa e entidades do meio, garantindo a qualidade e a isonomia das informações entregues aos clientes. 

O que quer dizer "ponto de audiência"?

Desde 1º de janeiro de 2017, a Kantar IBOPE Media atualizou a representatividade de um ponto de audiência de televisão para refletir as novas estimativas populacionais. Um ponto de audiência de televisão representa a 1% do universo pesquisado em todas as praças aferidas, o que significa em 2017 que nos 15 mercados regularmente aferidos pela Kantar IBOPE Media, cada ponto representa 245.702 lares e 688.211 pessoas. Em grandes metrópoles, como a Grande São Paulo e Grande Rio de Janeiro, essa equivalência é um pouco diferente, conforme a tabela abaixo:

Equivalência de um ponto de audiência
  Praça Lares com TV Pessoas (4+ anos) com acesso a TV
  15 Mercados (PNT) 245,702 688.211
  Grande São Paulo 70.559 199.309
  Grande Rio de Janeiro 44.047 116.906

Fonte: Kantar IBOPE Media


Nota da Editora

Precisa de mais dados ou quer entrevistar nossos especialistas? Entre em contato com a nossa editora.

Para ficar informado sobre novos dados e informações, assine a newsletter ou acompanhe a Kantar no Twitter, no Facebook ou no Linked In.

Últimas Notícias

Álbum do artista representou 10% das vendas de mídias físicas na região desde março

Dentre os que vão a shows, 76% frequentam casas de espetáculos, 55% vão a shows ao ar livre e 48% assistem a shows em estádios

Gamificação, interatividade e instantaneidade dos aplicativos incentivam ações benéficas ao corpo

A Kantar Health participa do congresso ISPOR e mostra os desafios do tratamento oncológico no sistema de saúde privado no Brasil

Insights do Kantar Talks, com as mais recentes tendências para o mercado brasileiro

Leia também