Brasil Insights

Marcas vão precisar entender a geração Z nos próximos anos

Jacqueline Lafloufa

Editora de conteúdo e insights

Marcas e Propaganda 19.12.2016 / 05:00

looking-to-the-future-vr-virtual-reality-olhando-para-o-futuro-vr-realidade-virtual

Desafio do mercado é aprender a lidar com essa nova geração, que têm valores diferentes e muitas expectativas

Dezembro é um mês tradicional de revisões e balanços de fim de ano, mas também é um bom momento para se preparar para os desafios que chegam com o novo ano. Pensando nisso, a Kantar Millward Brown destaca que para 2017 o principal desafio das marcas será entender as necessidades, aspirações e comportamentos da geração Z, também conhecida como pós-millennials ou centennials. Isso significa rever as suas jornadas de compra, dando preferência à modelos mais conectados com o mundo digital, com processos menos incômodos e que também não façam com que essa geração mais jovem queira bloquear anúncios.

Para atingir esse público, que hoje soma mais de 2 bilhões de pessoas no mundo todo, os profissionais de marketing também vão precisar criar um conteúdo criativo, que apele para a imaginação e a emoção desse consumidor centennial, que já representa 27% da população mundial.

Alinhando visões de mundo

As mudanças de comunicação não param por aí: as empresas também precisarão rever as formas como elas demonstram autenticidade e transparência no ambiente digital. Algumas estratégias bem-sucedidas têm sido o investimento em plataformas digitais que permitem que os consumidores participem da criação na experiência com a marca. Os Centennials gostam de se envolver com o processo, testando, desmontando e recriando. Isso vai requerer que as marcas sejam mais abertas, que compartilhem suas histórias, seus valores e seus propósitos, permitindo que os Centennials analisem e avaliem se eles se identificam mesmo com aquela empresa.

ENTENDA MAIS sobre os Centennials

Uma vida emocionante e conectada

Uma das sugestões para lidar com essas mudanças requeridas por essa nova geração é tentar migrar da comunicação linear e factual para algo mais digital, que use a imaginação e que traga novas experiências. Uma possibilidade é usar tecnologias como a Realidade Aumentada e a Realidade Virtual, formatos imersivos que permitem maior impacto visual. Os Centennials vão responder de forma muito mais intensa a narrativas emotivas e musicais, o que cria novas oportunidades para um formato de criatividade “sensorial”. Para atingir a geração Z, também é preciso lembrar que eles nasceram em um mundo conectado, sem distinção entre online e offline. Eles dificilmente irão se adaptar com essa dicotomia entre real e virtual.

LEIA MAIS sobre realidade virtual

Um novo ano, uma nova geração, novos desafios

Fazer tudo isso acontecer não é tarefa fácil, e pode requerer das marcas anos de foco na estrutura e no gerenciamento de dados que permita gerar uma experiência de marca consistente. Todo novo ano traz também novos desafios, e os Centennials colocam o foco em uma geração de consumidores que é diferente dos seus antecessores, já tendo nascido em um mundo que é mais móvel, enquanto chegam à maioridade em um momento de crise financeira global e exigem algo das marcas que querem ter um espaço nas suas vidas. Entender as nuances da geração Z deve ser uma prioridade dos profissionais de marketing, já que a definição das ferramentas e estratégias de comunicação que alcançará esse público precisará ser delineada nos próximos anos.

Fonte: Kantar Millward Brown


Nota da Editora

Os insights apresentados nessa matéria são provenientes das previsões anuais de mídia e digital da Kantar Millward Brown, que neste ano chegam à sua 9ª edição.

Jornalista, se precisar de mais dados ou se quiser entrevistar algum dos nossos especialistas, por favor, entre em contato conosco.

Você também pode receber nossas novidades através da nossa newsletter, ou acompanhando nossas postagens no Twitter, no Facebook ou na nossa página no Linked In.

Últimas Notícias

Em pesquisa sobre o sonho brasileiro, Canadá aparece como o favorito, seguido pelo Japão e EUA

Com mais de 1,3 milhão de inscritos, Flamengo se torna líder em curtidas no Facebook entre os clubes brasileiros

Minimercados, voltados para compras que visam praticidade, vão ganhar espaço nos próximos anos

Brasil tem a 4ª melhor performance histórica e leva 99 leões no Festival de Criatividade de Cannes

Confira dados do painel ComTech da Kantar Worldpanel

Leia também