Brasil Insights

Gigantes de tecnologia dominam topo do ranking das Marcas Globais Mais Valiosas de 2017

Marcas e Propaganda 09.06.2017 / 07:00


Kantar
  • SAVE
  • Close

    SHARE THIS WITH FRIENDS

  • EMBED
    Close

Google, Apple, Microsoft, Amazon e Facebook ocupam as cinco primeiras posições

O temido quinteto das grandes marcas de tecnologia mundial se destacou mais uma vez no ranking BrandZ das marcas mais valiosas do mundo de 2017. Google, Apple, Microsoft, Amazon e Facebook aparecem liderando as cinco primeiras posições do ranking.

A Amazon (+41%, US$139.3 bilhões) registrou o maior crescimento do valor em dólar, chegando a 4ª posição no ranking. A gigante do varejo continuou focada no seu ecossistema tecnológico aprimorado para atender às múltiplas necessidades dos consumidores, como compras on-line, entrega rápida e entretenimento, além da introdução de novos serviços, como a assistente pessoal Alexa

Google (+7%, US$245.6 bilhões),Apple (+3%, US$234.7 bilhões) e Microsoft (+18%, US$143.2 bilhões) se mantiveram entre as três primeiras posições, enquanto o Facebook (+27%, US$129.8 bilhões) ocupa o 5º lugar. Um ponto a destacar é que 25% do valor total das Top 100 marcas mais valiosas do BrandZ é composta pela soma dos valores combinados das Top 5, o que reforça sua importância no cenário atual de negócios.

“O ranking Top 100 deste ano continua demonstrando que marcas fortes garantem mais valor para os acionistas, independente de cenários externos desafiadores. Conhecido como o quinteto temível, os gigantes tecnológicos que lideram o ranking são os “cinco terríveis” para seus concorrentes, dado seu enorme poder de marca e uma posição de mercado aparentemente inabalável”, explica David Roth, CEO EMEA e Asia e The Store WPP.

Outros destaques do ranking deste ano incluem a marca chinesa Tencent (número 8), impulsionada pelo aumento do uso de sua plataforma social WeChat que entrou no Top 10 pela primeira vez, com aumento no valor de marca (+27%, US$108.3 bilhões). Adidas foi a marca com percentual de crescimento mais rápido (+58%, US$8.3 bilhões), seguida pela chinesa Moutai (+48%, US$17 bilhões).

Este ano, o valor total das Top 100 marcas cresceu 8% chegando a US$3.64 trilhões, comparado com 3% em 2016. O número de marcas que valem mais de US$ 100 bilhões aumentou de seis para nove. O valor total das marcas que integram o ranking aumentou 152% comparado a 2006 (seu primeiro ano), e sua composição se deslocou para marcas de tecnologia inovadoras, centradas no consumidor, com enorme alcance e poder de construção de marca. O Top 10 da BrandZ em 2017 vale quase tanto quanto o Top 100 total em 2006 (US$ 1,42 trilhões vs US$ 1,44 trilhões) e cresceu + 249% em valor, em comparação com + 152% para o Top 100 como um todo.

O ranking de 2017 mostra que o resultado do poder de marca foi verdadeiramente  direcionado para marcas de tecnologias focadas no consumidor e que desenvolvem ecossistemas que atendam a suas necessidades, simplificando o mundo cada vez mais complexo. Mais da metade do valor total das 100 marcas globais mais valiosas é formado por marcas relacionadas à tecnologia (uma definição que inclui empresas de telecom e varejo online), em torno de 1/3 em 2006, e que cresceram 16% no último ano comparado com 4% para as marcas não tecnológicas.

Nove das Top 10 marcas mais valiosas são empresas ligadas à tecnologia, assim como todas as sete marcas que entraram este ano no Top 100: XFinity, YouTube, Hewlett Packard Enterprise, Salesforce, Netflix, Snapchat e Sprint.    

O varejo foi a categoria com crescimento mais rápido, com aumento de 14% em valor nos últimos 12 meses, principalmente em função das marcas de e-commerce como Amazon e Alibaba que, são empresas nativas da internet mas que também incluem lojas físicas em sua rede de vendas.

No geral, o crescimento de valor dos varejistas puramente online aumentou 388% desde 2006, enquanto os varejistas tradicionais caíram 23% à medida em que demoraram mais para adaptar sua oferta incluindo a venda online. A categoriatecnologiacresceu (13%), enquantofast foodfoi a terceira categoria com maior crescimento no ano (7%), pois as principais marcas introduziram alimentos frescos valorizando seus cardápios, além de trazer inovações nos pontos de contato com clientes que melhoraram a experiência de marca.

  Ranking     Marca    

 Valor de Marca ($M) 

 Valor de Marca (%mudança) 

Ranking 2016

  1     Google     245,581  +7% 1
  2     Apple     234,671  +3% 2
  3     Microsoft     143,222 +18%  3
  4     Amazon     139,286  +41% 7
  5     Facebook     129,800  +27% 5
  6     AT&T     115,112  +7% 4
  7     Visa     110,999  +10% 6
  8     Tencent     108,292  +27% 11
  9     IBM     102,088  +18% 10
  10     McDonald's     97,723  +10% 9

Em termos de regiões, as marcas norte-americanas dominaram o ranking, com 54 marcas no BrandZ Top 100, valendo 71% do valor total das marcas. No último ano, essas marcas cresceram 12% comparado com a média de 1% de declínio para marcas originárias do resto do mundo exceto China, onde a maioria das marcas registrou crescimento de 11% na média, com exceção das estatais.

As Top 20 marcas B2B aumentaram seu valor em 11%. Microsoft mantém-se em primeiro lugar, enquanto a Shell apresentou o crescimento mais rápido nessa categoria, +23%. O ranking mostra também que na medida que o mundo digital cria sobreposição entre os negócios e os ambientes de consumo, a fronteira entre B2B e B2C está desaparecendo, criando marcas B2H (Business to Human).

As tendências que se destacam no ranking BrandZ Global Top 100 deste ano incluem:

  • Os ecossistemas de tecnologia centrados no consumidor tornam as marcas indispensáveis

Os consumidores podem realizar cada vez mais uma série de atividades, desde compras online até assistir a televisão, sob a bandeira de uma marca e em vários dispositivos. Esta conveniência para os consumidores também permite que as marcas mais poderosas minimizem o risco de perda de consumidores.

  • As novas marcas estão cada vez mais globais, permitindo-lhes crescer rapidamente

A tecnologia permite que as empresas apresentem suas ofertas globalmente desde o primeiro dia. Isto está promovendo uma nova geração de empreendedores, que não está restrita pelos limites geográficos ou setoriais que tradicionalmente limitaram a velocidade e a escala de crescimento.

  • Empresas tradicionais não tecnológicas estão adotando a tecnologia para inovar e aumentar o apelo para consumidores

A Adidas, marca de mais rápido crescimento, introduziu a impressão 3D para produzir seus calçados, por exemplo, enquanto a marca de fast food Domino´s Pizza oferece aos clientes um rastreador de pedidos em tempo real.

  • As BrandZ Top 100 estão mais jovens

A média atual de idade das marcas é 67 anos, comparado com os 84 anos em 2006, refletindo a entrada de novas marcas de tecnologia e marcas chinesas emergentes.

  • Marcas que deixam claro como podem melhorar a vida de seus consumidores

Huawei e Toyota, cresceram em média três vezes mais nos últimos 12 anos (as três maiores cresceram +170% comparada às  três menores cujo crescimento foi de 57%).

  • Uma boa comunicação coloca as marcas  na ponta da vantagem competitiva.

As três maiores com comunicações mais fortes (incluindo McDonald’s e L’Oréal Paris) aumentaram 196% em valor, comparado com 47% para as três menores. Isso ocorreu, pois elas amplificaram com sucesso a diferenciação que criaram.

Vivemos na era dos gigantes da internet que desenvolveram ecossistemas cada vez maiores, que se conectam com os consumidores para tornar a vida mais fácil, simples e melhor. A tecnologia centrada no consumidor redefiniu nossas expectativas, e agora sabemos com certeza que produtos, serviços, ferramentas e conteúdo estão imediatamente disponíveis ao nosso alcance. Essas marcas também demonstram grande elasticidade – elas têm confiança e se sentem confortáveis em novos territórios e novas categorias para desenvolver e expandir suas bases de clientes.

Fonte: Kantar, Kantar Millward Brown


Nota da Editora

O relatório e o ranking BrandZ Top 100 Marcas Globais Mais Valiosas, e uma grande quantidade de informações das marcas em regiões-chave do mundo e 14 segmentos de mercado, estão disponíveis online aqui. O relatório global, rankings, gráficos, e artigos podem também ser encontrados no app BrandZ que contém os mesmos recursos e funcionalidade para os relatórios regionais e seu download é gratuito para  Apple IOS e todos os aparelhos Android no www.brandz.com/mobile ou procure por  BrandZ nas lojas do iTunes ou Google Play.

Sobre o RankingBrandZ™ Top 100Marcas Globais Mais Valiosas

Realizado pela consultoria de marketing e marca da WPP, Kantar Millward Brown, o Ranking BrandZ ™ Top 100 Most Valuable Global Brands está agora no décimo segundo ano. É o único estudo que combina medidas de brand equity com base em entrevistas com mais de três milhões de consumidores em todo o mundo sobre milhares de marcas globais B2C e B2B com uma rigorosa análise do desempenho financeiro e comercial de cada empresa (usando Dados da Bloomberg e Kantar Worldpanel) para separar o valor que a marca desempenha na condução de negócios e valor para o acionista

A percepção do consumidor de uma marca é um insumo chave na determinação do valor da marca porque as marcas são uma combinação de desempenho do negócio, entrega de produtos, clareza de posicionamento e liderança. O ranking leva em consideração as variações regionais, pois, mesmo para marcas verdadeiramente globais, as medidas de contribuição da marca podem diferir substancialmente entre os países.

 

Veja todas as matérias sobre BrandZ

Últimas Notícias

Conheça os padrões comuns aos cases melhor qualificados

35% dos ouvintes dizem escolher o rádio para uma atualização rápida sobre as notícias

Previsão é maior do que para o total da população, que deve crescer 1,7% em volume

Até na hora de tomar cerveja os consumidores se preocupam com a saúde

Eles estão entre os indicados ao prêmio Kantar Information Is Beautiful 2017

Leia também