Brasil Insights

Aumenta procura por celulares mais caros

Danielle Rossi

Account Manager

Móvel 30.11.2016 / 11:00


Kantar
  • SAVE
  • Close

    SHARE THIS WITH FRIENDS

  • EMBED
    Close

Brasileiros têm investido mais em modelos acima dos R$ 1 mil

Os celulares se tornaram um item de necessidade básica nos dias de hoje. Usados para troca de mensagens durante o dia, para falar com quem a gente gosta e para se informar, eles são o canivete suíço da modernidade, com muitas utilidades. E um dispositivo tão presente no dia a dia merece um investimento um pouquinho maior, não é mesmo?

Essa intenção de maior investimento em um item tão essencial do cotidiano pode ser percebida nos dados do painel ComTech, da nossa Kantar Worldpanel, que mostram que nos últimos dois anos houve um aumento da parcela de proprietários de celulares mais caros, acima dos R$ 1 mil. Em 2014, 8,2% da base de celulares fazia parte da faixa de preço entre R$ 1 mil e 1,5 mil, taxa que subiu para 14,7% em 2016. A busca por celularespremium, acima dos R$1,5 mil, também subiu - saiu de 3,6% em 2014 para 9,7% neste ano.

Os aparelhos mais simples, abaixo dos R$ 500, também perderam a liderança do mercado. Em 2014, eles respondiam pela maioria dos celulares do Brasil (53,9%), mas perderam a liderança para uma faixa de preço superior, entre os R$ 501 e 1 mil, que hoje detém 39,6% da base de celulares instalada no país.

Fonte: Kantar Worldpanel

Nota da Editora

Os dados comparam os números do terceiro trimestre (Q3) de cada ano, de acordo com painel ComTech da Kantar Worldpanel. 

Jornalista, se precisar de mais dados ou se quiser entrevistar algum dos nossos especialistas, por favor, entre em contato conosco.

Você também pode receber nossas novidades através da nossa newsletter, ou acompanhando nossas postagens no Twitter, no Facebook ou na nossa página no Linked In.

Últimas Notícias

Com mais de 1,3 milhão de inscritos, Flamengo se torna líder em curtidas no Facebook entre os clubes brasileiros

Minimercados, voltados para compras que visam praticidade, vão ganhar espaço nos próximos anos

Até o momento, Brasil já soma ao menos 71 leões no Festival de Criatividade de Cannes

Confira dados do painel ComTech da Kantar Worldpanel

48% geralmente compram o que não (realmente) precisam, versus 34% dos consumidores hétero

Leia também