Brasil Insights

Comentários no Twitter podem influenciar números de audiência

Thiago Magalhães

gerente de Go To Market

Áudio, Texto, TV e Vídeo 04.04.2016 / 01:00

twitter-conversa

46% das exibições de programas de TV apresentaram alguma correlação entre audiência e tuítes

A relação entre TV e mídias sociais está cada vez mais evidente. Em qualquer momento do dia, bastar acessar a internet por alguns instantes para saber o que está acontecendo durante alguma transmissão televisiva. Um fato inesperado, como o pequeno deslize de um apresentador, é matéria-prima suficiente para gerar milhares de comentários – além dos famigerados memes - que se propagam em questão de minutos por toda a rede.

Especialmente na era da conectividade, é difícil resistir à tentação de não olhar para onde todos estão olhando e é por isso que as emissoras, agências e anunciantes têm mostrado interesse em compreender o fenômeno do Social TV. Afinal, será que toda essa conversa pode impactar os ratings de audiência de uma atração? Para responder a essa questão, o Twitter encomendou um estudo à Kantar IBOPE Media. O material mostra os primeiros indícios de uma relação causal entre o volume de tuítes sobre um programa televisivo e a sua audiência de televisão no mercado brasileiro.

LEIA TAMBÉM: Realities dominam as conversas sobre TV aberta no Twitter

O estudo apontou que 46% das exibições apresentaram alguma correlação positiva entre audiência e tuítes. Isso significa que em quase metade dos casos as alterações no volume de tuítes e no número de telespectadores apresentaram curvas similares nas análises minuto a minuto.

Correlação vs Causalidade

Como correlação nem sempre quer dizer causalidade – ou seja, que o crescimento de um implica no crescimento do outro - os episódios foram submetidos a uma análise de “Séries Temporais”, desenvolvida por Clive Granger, geralmente utilizada no campo da economia para avaliar as relações de causa e efeito entre duas variáveis. O resultado dessa análise apontou que, entre as exibições que apresentaram alguma correlação positiva, 23% delas apresentaram indícios de tuítes impactando a audiência, enquanto em 26% deles mostrava que o aumento dos ratings de TV influenciou no volume de tuítes, mostrando que os dois universos se retroalimentam mutuamente.

Causalidade -granger

Leitura: entre os episódios que apresentaram alguma correlação positiva entre tuítes e pontos de audiência, o número de casos em que tuítes podem ter causado alguma audiência chega a 23%, enquanto o número de casos em que a audiência pode ter causado tuítes chega a 26%

LEIA TAMBÉM: 88% dos internautas assistem TV e navegam na web ao mesmo tempo

O estudo, primeiro no mercado latino-americano, que busca quantificar os efeitos do comportamento da SocialTV na audiência de televisão e vice-versa, ainda revela que em um episódio específico de um determinado programa de TV, os tuítes em relação ao conteúdo televisivo podem ter contribuído em até 13% na sua audiência média daquele dia.

Tweets -causalidade

Leitura: A “Baseline – Audiência” representa a audiência normal do programa ao longo da exibição. A “Contribuição – Twitter” se refere ao quanto os tuítes podem ter influenciado no incremento da audiência e o “Volume de Tweets” é o número de tuítes a cada minuto.

Embora não se tenha evidenciado quais fatores que levam, objetivamente, um programa a aumentar os pontos de audiência a partir da quantidade de tuítes, o estudo reforça que a combinação entre conteúdo inédito, uma plataforma de tempo real e uma audiência em sincronia pode ser a fórmula perfeita para estabelecer o tão desejado engajamento com o consumidor.

Fonte: Kantar IBOPE Media

Nota da Editora

Jornalista, se precisar de mais dados ou se quiser entrevistar algum dos porta-vozes da Kantar, entre em contato conosco. Para falar com especialistas da Kantar IBOPE Media, por favor, entre em contato através do email comunicacaoibope@kantaribopemedia.com Você também pode receber nossas novidades acompanhando nossas postagens nas mídias sociais.

Metodologia:
O estudo foi encomendado à Kantar IBOPE Media pelo Twitter. Foram analisados 16 programas, entre janeiro e agosto de 2015, que somaram 295 episódios de programas de TV aberta e PayTV - previamente selecionados pelo Twitter. O volume de tuítes analisado chegou a 28 milhões, sendo que foram contabilizadas 741 milhões de impressões.

Últimas Notícias

Básicos continuam sendo priorizados, mas opções premium têm espaço no carrinho

Juntas, as top 100 marcas mais valiosas dos EUA totalizam 3,16 trilhões de dólares

Retração do consumo é mais forte no Nordeste e no Interior de São Paulo

Racionalização e seletividade vão entrar no carrinho

Impacto pode ser sentido na queda do iOS e avanço do Android em mercados chave

Leia também