Brasil Insights

Uma nação de ouvintes

Áudio, Texto, TV e Vídeo 15.07.2016 / 06:00


Kantar
  • SAVE
  • Close

    SHARE THIS WITH FRIENDS

  • EMBED
    Close

Entenda as diferenças de comportamento de consumo do rádio por seus ouvintes em termos de plataforma, local e conteúdo

Os ouvintes de rádio já somam 89% da população das principais regiões metropolitanas brasileiras que passam parte do seu dia ouvindo às transmissões pelas ondas de rádio. Juntos, esses ouvintes representam 52 milhões de brasileiros, mais do que a população da Espanha, por exemplo.

Por ter características abrangentes, o rádio permite que seus ouvintes se relacionem com ele em diversos momentos ao longo do dia. O maior alcance acontece pela manhã, entre 10 e 11h, período no qual o rádio chega a alcançar mais de 37 milhões de pessoas. A média de ouvintes por minuto, no entanto, costuma ser superior no período da tarde, o que permite que os anunciantes tirem proveito de todas essas faixas horárias para atingir seus consumidores.

Book -radio1

Em casa, no carro, no trabalho

Cada pessoa ouve rádio de um jeito diferente, com locais e dispositivos usados variando bastante. O rádio comum, que normalmente fica em casa, foi usado por 58% das pessoas, enquanto o celular foi utilizado por 15% e o computador por 5% dos ouvintes analisados.

Em cada dispositivo, a curva de consumo se comporta de uma forma diferente. No aparelho tradicional, o pico acontece pela manhã, enquanto no celular a curva cresce pela manhã e se mantém constante durante todo o dia, assim como acontece no uso do rádio pelo computador.

Book -radio -2

Essas diferenças ficam mais compreensíveis quando prestamos atenção ao local onde os ouvintes se encontram: 52% deles estão em casa, 15% ouvem do carro, 10% do trabalho e 6% enquanto estão transitando de um local para outro. O pico de consumo domiciliar, assim como o consumo no aparelho de rádio comum, ocorre na faixa entre 10h e 11h. Já o consumo de rádio no carro apresenta o formato de platô no gráfico, mostrando uma constância de consumo justamente no período em que as pessoas mais se encontram fora de casa, entre 7h e 19h.

As curvas de consumo no trabalho e em trânsito apresentam perfis complementares, pois os picos de consumo para quem está em trânsito ocorrem justamente no começo e final da jornada de trabalho. Ao passo que, no trabalho, eles ocorrem no meio da manhã e meio da tarde. Em ambos os locais, os períodos de maior uso coincidem com os horários em que o celular é mais usado para ouvir rádio ao longo do dia.

O que me toca no rádio

Os interesses das pessoas em termos de programação também são bastante variados. De acordo com dados do Target Group Index, 68% das pessoas ouvem música no rádio e 60% se interessam por algum tipo de programação não musical. Ou seja, é um meio que consegue prover seu público com conteúdo de entretenimento e com informação. De acordo com dados do mesmo estudo, 36% gostam de música sertaneja, 33% de MPB e 33% de grandes sucessos nacionais.

Book -radio -4

Essa polivalência do meio tem sido aproveitada pelos anunciantes, que somente em 2015 alocaram mais de R$ 5 bilhões em mais de 4 milhões de inserções veiculadas, segundo dados do Monitor Evolution para o mesmo período. O setor de Comércio e Varejo sozinho representa 22% desses investimentos.

Book -radio -3

A magnitude dos números do rádio demonstra sua relevância para o desenho de um plano de mídia eficiente em conjunto com outros meios. . Seus ouvintes estão presentes em todas as classes e idades, representando uma população abrangente, diversificada, engajada com o meio e de interesses diversos; ou seja, um prato cheio para produtores de conteúdo e anunciantes das mais diversas indústrias de atuação.

Fonte: Kantar IBOPE Media


Nota do Editor

A fonte dos dados apresentados é o recém-lançado Book de Rádio 2016 da Kantar IBOPE Media, que considera dados do Easymedia de janeiro a março de 2016 em 13 mercados brasileiros. 

Todos os dados publicados no Kantar Brasil Insights são públicos e podem ser utilizados livremente.  

Jornalista, se precisar de mais dados ou se quiser entrevistar algum dos nossos especialistas, por favor, entre em contato conosco.

Você também pode receber nossas novidades através da nossa newsletter, ou acompanhando nossas postagens no Twitter, no Facebook ou na nossa página no Linked In.

Últimas Notícias

Com mais de 21 milhões de inserções, o semestre apresenta crescimento de 7%

45% das famílias usam o método para compras de FMCG na América Latina

O NeedScope analisou pais como Ned Stark de Game of Thrones e Ross Geller de Friends

Na era da informação, a dificuldade de entender a quantidade de dados à nossa disposição pode acabar nos devorando

A instabilidade política e econômica continua impactando a performance das categorias de consumo massivo

Leia também