Brasil Insights

Inovação leva Google de volta ao topo do BrandZ

Marcas e Propaganda 08.06.2016 / 01:00


Kantar
  • SAVE
  • Close

    SHARE THIS WITH FRIENDS

  • EMBED
    Close

Disposição em ser disruptivo é o que diferencia as marcas que crescem mais rapidamente

O Google está de volta ao topo do BrandZ Global neste ano. Fatores como inovação contínua, aumento de receita através de publicidade e o crescimento do negócio de armazenamento na nuvem ajudaram a empresa a passar à frente da Apple e retomar a liderança do ranking do BrandZ das 100 marcas mais valiosas do mundo, publicado pela WPP e pela Millward Brown.

O Google viu a sua marca crescer 32% no último ano, chegando à uma valorização de 229 bilhões de dólares. A Apple, que fica na vice-liderança, teve uma queda de 8%, fechando com uma valorização de 228 bilhões de dólares. A Microsoft completa o pódio na 3ª colocação, com crescimento de 5% no seu valor de marca, que ficou em 122 bilhões de dólares.

Entre os novatos no top 10 estão o Facebook (na 5ª posição, com crescimento de valor de marca de 44%) e a Amazon (7º lugar, +59%). Juntas, as 100 marcas mais valiosas do mundo aumentaram o valor do ranking em 3% - as marcas juntas somam uma valorização de 3,4 trilhões de dólares.

Inovação é diferencial, disrupção é tendência

Os dados e as análises do BrandZ indicam que esse foi um ano estável para as marcas mais poderosas, mesmo lidando com pressões financeiras globais, inclusive a retração econômica na China. No entanto, as marcas que conseguiram inovar e mostrar essa inovação aos consumidores através de experiências com a marca foram as que mais se destacaram. Google, Amazon e Facebook são alguns casos de sucesso nesse sentido.

A disrupção também foi uma tendência dominante, com marcas mudando o status quo com suas ofertas, muitas vezes indo além do uso de tecnologias digitais. Em diferentes setores, as marcas criaram ecossistemas multifacetados ao redor das necessidades e desejos dos consumidores, o que muitas vezes as levaram a diversificar em categorias novas. A Amazon, por exemplo, criou sua própria rede logística, terceirizando parte do trabalho, o que permitiu o oferecimento de opções flexíveis e velozes, como a entrega em até uma hora. O Facebook passou a hospedar o conteúdo original de algumas publicações, e a Starbucks (+49%, na 21ª colocação) estreou no setor de ecommerce com um aplicativo para compra de produtos, ampliou as opções de bebidas geladas e passou a oferecer vinhos e cervejas para aumentar a sua relevância.

“As marcas que são bem sucedidas, independentemente do setor, são aquelas que se comportam como provocadoras e adotam modelos e visões disruptivas”, explica David Roth, CEO de EMEA e Ásia na The Store WPP. “Essas marcas estão chacoalhando as outras categorias com inovações que vão além de novos produtos e novas tecnologias. Elas estão transformando a forma como os serviços são entregues, melhorando a experiência do consumidor ou modificando um formato. O poder que essas marcas têm, combinado com a força das suas plataformas, é o que vai permitir que elas se movam rapidamente e com sucesso entre setores”, detalha Roth.

Para ver a lista completa com as 100 marcas mais valiosas, basta fazer download no link abaixo. Veja também as 50 marcas mais valiosas do Brasil no ranking BrandZ Brasil.

Fonte: Kantar, Kantar Millward Brown


Nota da Editora

Nesse link você encontra o relatório BrandZ das Marcas Mais Valiosas do Mundo na íntegra. Você também pode assistir à gravação da apresentação do ranking BrandZ nesse link.

Realizado pela Millward Brown, empresa parte do grupo Kantar, o ranking BrandZ™ das 100 marcas mais valiosas do mundo está na sua 11ª edição. O ranking combina dados de força de marca baseados em entrevistas com mais de 3 milhões de consumidores do mundo todo com análises financeiras e de performance de negócio de cada uma das empresas (usando dados da Bloomberg e da Kantar Worldpanel) para entender como o valor da marca ajuda a alavancar os negócios.

Todos os dados publicados no Kantar Brasil Insights são públicos e podem ser utilizados livremente.  

Jornalista, se precisar de mais dados ou se quiser entrevistar algum dos nossos especialistas, por favor, entre em contato conosco.

Você também pode receber nossas novidades através da nossa newsletter, ou acompanhando nossas postagens no Twitter, no Facebook ou na nossa página no Linked In.

Últimas Notícias

Experiência, imediatismo, influência, autenticidade, nicho e credibilidade na jornada de compra na Terceira era do Consumo

Como a nova era do consumo impacta os rumos do mundo conectado? Essa é a E.R.A de experiências, relacionamentos e algoritmos

Os Centennials representam 32% da população brasileira e estão se tornando uma potência econômica com influência crescente nos gastos e na fidelidade às marcas

Apesar do resultado superficial para o iOS não impressionar, o iPhone top de linha foi o mais vendido do mercado britânico

Criada a partir da fusão de Kantar Added Value, Kantar Futures, Kantar Retail e Kantar Vermeer, a nova marca da Kantar surge para para ajudar marcas e varejistas a crescer

Leia também