Brasil Insights

Nike lidera ranking das marcas de roupa mais valiosas

Marcas e Propaganda 23.06.2016 / 03:00


Kantar
  • SAVE
  • Close

    SHARE THIS WITH FRIENDS

  • EMBED
    Close

Na sequência aparecem as fast-fashions Zara e H&M

As 10 marcas mais valiosas de vestuário aumentaram seu valor em 14%, se acordo com o ranking BrandZ, realizado todos os anos pela Millward Brown, consultoria parte do grupo Kantar. Esse foi o maior aumento de todas as 14 categorias que integram o BrandZ e ocorre principalmente pelo bom desempenho das marcas de vestuário esportivo.

A Nike, por exemplo, voltou a liderar o ranking ao conquistar um valor de marca de 37.472 milhões de dólares, 24% a mais do que no ano anterior. A chegada da Under Armour no top 10 pela primeira vez e o crescimento da Lululemon, mostram o interesse dos consumidores pela saúde e pela boa forma física. Percebe-se uma força das marcas de esportes e de lazer como uma tendência mundial dentro do universo da moda, o que é alavancado principalmente pela geração Millennial. A Victoria Secret também aparece no ranking pela primeira vez, ilustrando o poder de uma marca bem definida. No quesito "fast fashion", a marca espanhola Zara aumentou seu valor, ainda que esse mercado costume passar por experiências variadas, especialmente pela inclinação cada vez maior do consumidor de gastar de modo prudente e dando preferência por experiências ao invés de novos bens.

Mais inovação e digital

Enquanto isso, as marcas de vestuário aumentaram sua inovação digital, tanto na manufatura quanto no marketing, aumentando as vendas diretas ao consumidor através dos seus sites ou lojas da marca em uma tentativa de aumentar o engajamento do consumidor, o acesso a dados sobre esse comprador e, também, aumentar as margens de lucro.

A Nike, por exemplo, avançou o seu foto em tecnologia e inovação com o lançamento dos seus tênis que amarram os cadarços sozinhos. A marca continuou com a NIKEiD, sua plataforma online de personalização, que permite que os consumidores selecionem as cores juntamente com alguns itens de performance e de design nos tênis e outros produtos da marca.

Tanto Adidas quanto a Nike estiveram entre as marcas de tênis esportivos que investiram em tecnologia de impressão 3D, em uma antecipação de um futuro onde a moda de calçados poderá ser feita sob demanda e customizada ao gosto do comprador.

A Under Armour investiu forte em tecnologias de vestir, comprando vários apps fitness e fechando parcerias com o Watson da IBM para gerar insights sobre saúde, bem estar e nutrição usando inteligência artificial. Além da tecnologia de ponta, o endosso das celebridades ainda é uma importante ferramenta de comunicação.

eCommerce e lojas-conceito

Conhecida por construir a sua marca através de presença via lojas físicas, a Zara, que tem mais de 7 mil lojas no mundo todo, diminuiu a velocidade na estreia de novas lojas, focando um pouco mais nas suas vendas online, através de lojas de eCommerce. A marca tem planos de aumentar a sua presença na Europa, chegando a estar presente em 35 países (hoje a Zara está em 22 países europeus). Ainda assim, a Zara lançou uma loja-conceito de quase 50 mil metros quadrados em Manhattan, nos EUA, e espera abrir mais 360 lojas só em 2016.

Já a Victoria's Secret aposta em expandir seu alcance internacional, com o lançamento de uma loja em Xangai, na China. A especialista em vestuário íntimo anunciou que tem planos de focar seu marketing em ações de fidelidade e engajamento dos consumidores. Provavelmente evoluindo a marca para que ela continue relevante com as novas atitudes do seu público, a Victoria Secrets também aposta na noção de diversos tipos de beleza feminina, inclusive se beneficiando do lançamento de soutiens esportivos em seu catálogo.

Fonte: Kantar Millward Brown

Nota da Editora

O ranking BrandZ da categoria "vestuário" não inclui marcas consideradas de luxo, que fazem parte de uma categoria em separado. 

Nesse link você encontra o relatório BrandZ das Marcas Mais Valiosas do Mundo na íntegra. Você também pode assistir à gravação da apresentação do ranking BrandZ nesse link.

Realizado pela Millward Brown, empresa parte do grupo Kantar, o ranking BrandZ™ das 100 marcas mais valiosas do mundo está na sua 11ª edição. O ranking combina dados de força de marca baseados em entrevistas com mais de 3 milhões de consumidores do mundo todo com análises financeiras e de performance de negócio de cada uma das empresas (usando dados da Bloomberg e da Kantar Worldpanel) para entender como o valor da marca ajuda a alavancar os negócios.

Todos os dados publicados no Kantar Brasil Insights são públicos e podem ser utilizados livremente.  

Jornalista, se precisar de mais dados ou se quiser entrevistar algum dos nossos especialistas, por favor, entre em contato conosco.

Você também pode receber nossas novidades através da nossa newsletter, ou acompanhando nossas postagens no Twitter, no Facebook ou na nossa página no Linked In.

Últimas Notícias

Confira as descobertas de uma análise conduzida pela Kantar, nos Estados Unidos, sobre a situação da tecnologia na saúde.

Experiência, imediatismo, influência, autenticidade, nicho e credibilidade na jornada de compra na Terceira era do Consumo

Como a nova era do consumo impacta os rumos do mundo conectado? Essa é a E.R.A de experiências, relacionamentos e algoritmos

Os Centennials representam 32% da população brasileira e estão se tornando uma potência econômica com influência crescente nos gastos e na fidelidade às marcas

Apesar do resultado superficial para o iOS não impressionar, o iPhone top de linha foi o mais vendido do mercado britânico

Leia também