Brasil Insights

BrandZ UK 2018: Gigantes da indústria lideram ranking das marcas britânicas mais valiosas

Kirsty Cooke

Editora de Kantar UK

Marcas e Propaganda 26.12.2017 / 06:00

BrandZ-Region-2017_Twitter_Timeline_1024x512

Estudo destaca a "lacuna de inovação" que oferece oportunidades de crescimento para as corporações e startups disruptivas no Reino Unido

O primeiro ranking anual BrandZ das top 50 marcas britânicas mais valiosas incluiu algumas das marcas mais famosas do mundo, refletindo o papel do Reino Unido como um centro de serviços financeiros, de exploração de energia e de comunicações. Muitas das marcas que aparecem no ranking são incrívelmente fortes e resistentes. Além disso, elas têm sido bem sucedidas em acompanhar as mudanças de atitudes e de prioridades dos seus consumidores em meio aos preparativos do Reino Unido em deixar de ser parte da União Europeia, oferecendo um bom custo benefício ao demonstrar características como qualidade e longevidade, além de se aliarem a histórias que ressoam com a vida das pessoas.

Marcas de serviços e de infraestrutura concentram a primeira metade das top 50 marcas. Setores como telecomunicações, finanças e utilidades concentram 8 das top 10 marcas mais valiosas do ranking, contribuindo com 66% do valor total das top 50 marcas britânicas listadas pelo BrandZ.

O estudo do BrandZ mostra que as marcas líderes no Reino Unido são reconhecidas e têm boa reputação tanto na região quanto no mundo. No entanto, os consumidores não as percebem como inovadoras, o que as coloca em risco diante de rivais novos e menores. A inovação tem um papel importante no crescimento do valor das marcas: as marcas britânicas com melhor pontuação em inovação têm valor de marca quase duas vezes maior do que as que tem baixa pontuação nesse quesito.

Vodafone lidera o ranking na primeira posição, avaliada em $27.3 bilhões. A companhia tem um forte propósito de marca - conectar todos para viver uma vida melhor hoje e construir um futuro melhor amanhã - que é expresso através do seu novo posicionamento, com o slogan "The Future is Exciting, Ready?" e ao convidar as pessoas para se beneficiar das suas novas tecnologias. Contornando uma falta de amor pelo seu setor, o HSBC (nº 2) investiu em programas de mudanças internos e em inovações de serviços para fazer a vida dos seu consumidores ficar mais fácil. Essas novidades estão começando a refletir em uma melhor percepção, reputação e valor de marca. 

Exportar é algo vital para a "Marca Britânica". Para as top 50 marcas listadas no ranking, 54% das suas receitas advém de fora do Reino Unido; a proporção é ainda maior entre as top 10 marcas, para as quais 63% da receita vêm de fora da região. Os exportadores que gera mais receitas em territórios internacionais incluem a ASOS, Dyson, Lipton e Vodafone. Marcas que são claras sobre seus posicionamentos, são inovadoras e sabem entregar uma boa experiência de marca têm um melhor posicionamento através de países dos mais diversos e mantêm seu apelo aos consumidores de todo o mundo.

“Há um grande potencial para as marcas britânicas serem bem sucedidas globalmente depois do Brexit. Elas estão impregnadas de sua herança, e o significado de "ser feita no Reino Unido" é tido em alta conta por consumidores internacionais. Ao enfatizar e aproveitar o que as faz serem amadas e confiáveis, enquanto cultivam uma profunda compreensão de como ser relevante para seus consumidores em cada mercado alvo, as marcas podem redefinir a si mesmas de forma bem sucedida, se colocando como exportadoras líderes em um mundo pós-Brexit", explica David Roth, CEO das regiões EMEA e Ásia da The Store WPP.

Ranking BrandZ™ 2017 Top 10 Marcas Britânicas Mais Valiosas

  Ranking 2017     Marca   Categoria

 Valor de marca (US$M) 

 

 

  1     Vodafone   Telecomunicações 27,299    
  2     HSBC   Bancos 22,000    
  3    

Shell

  Combustíveis 18,490    
  4     BT   Telecomunicações 14,234    
  5     BP   Combustíveis 11,367    
  6     Sky   Telecomunicações 10,826    
  7     Tesco   Varejo 8,876    
  8     Lipton   Refrigerantes 8,185    
  9     Barclays   Bancos 6,747    
  10     O2    Telecomunicações 6,033    

Confira algumas outras tendências destacadas no relatório BrandZ das Top 50 Marcas Britânicas Mais Valiosas:

  • As marcas líderes no Reino Unido estão para trás dos seus pares globais em 5 métricas que ajudam no crescimento financeiro de longo prazo. Elas estão avaliadas pouco acima da média em propósito, inovação, comunicação, experiência com a marca e amor à marca – Dulux, Boots, BBC, Tesco e BA estão entre as que possuem a melhor pontuação.
  • Existem 11 marcas de instituições financeiras e seguros nos Top 50, representando 21% do valor total do ranking.
  • As 9 marcas de telecomunicações e entretenimento respondem por quase um terço do valor das Top 50 marcas.
  • Varejo aparece com força: as 9 marcas com colaboram com $25 bilhões no valor total do ranking das top 50 marcas. A Tesco (nº 7) melhorou a sua performance no mercado ao focar nas necessidades dos seus consumidores, melhorando a experiência e o serviço que entrega a eles.
  • Confiança é mais do que ser bem estabelecdo. As marcas mas confiáveis do Reino Unido - como BA, Cadbury, BBC e Royal Mail – têm maior probabilidade de serem amadas e recomendadas pelos consumidores. No entanto, a relativamente nova MoneySuperMarket, que não faz parte dos Top 50, é vista como 22% mais confiável do que a média das marcas, mostrando que marcas novas também podem ganhar confiança do consumidor.

Saiba mais sobre o BrandZ UK no site UK.kantar.com (em inglês) ou confira o relatório BrandZ UK 2018 na íntegra (em inglês)

Fonte: Kantar Millward Brown, WPP

Nota da Editora

O ranking BrandZ™ UK das top 50 marcas mais valiosas do Reino Unido foi realizado pela Kantar Millward Brown, especialista em pesquisa de brand equity e valoração de marcas. A metodologia é semelhante à utilizada para calcular o ranking anual BrandZ Top 100 marcas mais valiosas do mundo, que já está na sua 12ª edição.

Para fazer parte do BrandZ Top 100 Marcas mais valiosas dos Estados Unidos, as marcas precisavam estar de acordo com os seguintes critérios:

  • Foram originalmente criadas no Reino Unido
  • A marca é propriedade de uma empresa de capital aberto ou tem relatórios financeiros públicos

Os estudos do BrandZ também incuem o ranking anual das 100 Marcas Globais Mais Valiosas, além de rankings específicos para a China, Índia, Indonésia, Espanha, Arábia Saudita, América Latina e Brasil.

Saiba mais sobre o BrandZ UK no site UK.kantar.com (em inglês). 

Últimas Notícias

Experiência, imediatismo, influência, autenticidade, nicho e credibilidade na jornada de compra na Terceira era do Consumo

Como a nova era do consumo impacta os rumos do mundo conectado? Essa é a E.R.A de experiências, relacionamentos e algoritmos

Os Centennials representam 32% da população brasileira e estão se tornando uma potência econômica com influência crescente nos gastos e na fidelidade às marcas

Apesar do resultado superficial para o iOS não impressionar, o iPhone top de linha foi o mais vendido do mercado britânico

Criada a partir da fusão de Kantar Added Value, Kantar Futures, Kantar Retail e Kantar Vermeer, a nova marca da Kantar surge para para ajudar marcas e varejistas a crescer

Leia também