Brasil Insights

Quais são as principais barreiras das empresas na análise e uso de dados?

Felipe Ramirez

Chief Solutions Officer para América Latina

Marcas e Propaganda 05.08.2019 / 00:00

LGPD

Nunca se falou tanto sobre a importância de captar dados e usá-los para fazer uma empresa crescer

Nunca se falou tanto sobre a importância de captar dados e usá-los para fazer uma empresa crescer, uma vez que eles são cruciais para as tomadas de decisão. Mas ao mesmo tempo em que eles são essenciais, são também um gargalo e um desafio para as marcas. Afinal, um dado só se torna relevante quando é coletado, analisado e posto em prática corretamente. Tive a oportunidade de conversar sobre o tema durante o Festival Whow!, realizado em julho, e reuni algumas das reflexões que fizemos durante o painel.

Como vivemos na 4ª Revolução Industrial, está ficando muito mais fácil, rápido e barato fazer a coleta e análise desses dados. Mas tudo isso só beneficia uma empresa quando ela é capaz de responder perguntas e necessidades do seu negócio de forma concreta. Você deve definir um objetivo claro em relação aos dados que precisa e para que fim.

Com toda essa facilidade, muitos negócios se prendem a coletar todo e qualquer tipo de informação e se preocupam apenas em apresentá-los. Hoje em dia, há vários experts em PPT, mas poucos especialistas realmente em análise e interpretação de dados.

Independentemente do tamanho da empresa, o uso das informações e dados é importante e possível. O que muda é a complexidade do negócio e, consequentemente, dessa análise de informações.

E vale lembrar que o uso desses dados pode ser aplicável em passos iniciais, como a execução de testes AB ou análise de resultados do e-mail marketing passando por uma estratégia de inbound marketing. A própria experiência de cada um dos seus clientes pode e deve ser observada para melhorar um negócio. Começar a usar informações em benefício da empresa pode ser mais simples do que parece.

Mas quais são as principais barreiras no uso de dados?

Com novas legislações surgindo para proteger a captação e uso de dados pessoais, como o GDPR (LGPD no Brasil), uma empresa deve tomar precauções sobre como colocar em prática sua estratégia e claro definir com muita precaução quais e como usa os dados. Essas leis devem ser um elemento complementar nessa empreitada e não necessariamente uma barreira, considere-as como uma nova variável no seu relacionamento com as informações. Logo é necessário deixar claro que só vale à pena coletar e usar aqueles dados que serão realmente úteis para o crescimento da sua empresa.

Esses dados precisam também gerar algum tipo de insight, reflexão. E devem ser usados com um objetivo claro. A própria atividade da empresa gera informações que, se analisadas, podem ajudar a realizar melhorias e impulsionar o seu crescimento rapidamente.

Ter isso em mente é apenas uma das precauções que as empresas devem considerar. O que podemos considerar como barreiras hoje em dia são:

- Falta de conhecimento sobre o tema;

- Escassez de profissionais preparados;

- Para as empresas grandes é difícil se estruturar para esse novo processo;

- Para as pequenas o difícil é saber o que fazer com todos os dados;

- Cultivar uma cultura que valorize e reflita sobre os dados e seus objetivos.

Com a evolução das tecnologias, empresas conseguirão coletar, administrar e tirar insights com mais rapidez, o que é essencial para o nível de imediatismo que vivenciamos nos dias de hoje. Também nos permitirá um nível de predição mais apurado que permitirá identificar oportunidades para as empresas.

Logo, aqueles que não entenderem esse novo panorama e não procurarem ajuda serão meros navios vagando sem rumo em um oceano vasto e turbulento. Só as informações bem coletadas e interpretadas ajudarão a chegar no destino final. 

Fonte: Kantar

Últimas Notícias

Um mergulho em duas décadas de história revelam transformações no consumo, na forma de comunicação e nas características da sociedade brasileira

Confira o Getting Media Right: Marketing in Motion e conheça os principais desafios dos profissionais

Estereótipo do gênero feminino como responsável pelas compras do lar não é fundamentado nesse canal

Batom faz parte do kit de maquiagem de 98% das mulheres com mais de 55 anos

Questões de saúde mental são os principais motivos para discriminação no local de trabalho

Leia também