Brasil Insights

Integrais durante a semana, guloseimas aos sábados e domingos

Consumo e Negócios 05.10.2017 / 07:00

candy-doces-guloseimas

Brasileiro "dá folga" para a dieta saudável aos finais de semana

Cada vez mais ligados na questão da saudabilidade, os brasileiros que prezam por uma alimentação natural não conseguem abrir mão das indulgências, consumidas com mais frequência aos fins de semana. Nos dias da semana, a importância em volume de itens saudáveis é de 70,2% contra 66,4% das guloseimas. Nos sábados e domingos, a conta se inverte: 33,6% correspondem às indulgências, enquanto 29,8% pelas compras saudáveis.

Quem está preocupado com a saúde consome em casa sucos e vitaminas, arroz integral, adoçante, salada de folhas e legumes cozidos. Quando estão longe de suas residências, as bebidas ganham destaque, como chá e água de coco.

Os indivíduos saudáveis quando fogem da rotina fora do lar normalmente o fazem em um lanche da tarde ou em uma ocasião após o jantar. Geralmente, estão acompanhados e dividem a guloseima com o parceiro/cônjuge em 43% das vezes. Destacam-se nesse momento o consumo de chiclete, refrigerante, bolos, doces e pizza. Em casa, o comportamento muda, prevalecendo os momentos de convívio ou uma ocasião familiar como pretexto para a indulgência, que ocorre em qualquer momento do dia e em qualquer dia da semana. As delícias preferidas nessas ocasiões são os biscoitos, salgadinhos, doces, chocolates e sobremesas prontas refrigeradas.

Fonte: Kantar Worldpanel

Nota do Editor

Pesquisa realizada durante o primeiro semestre de 2017, levando em conta 420 domicílios na grande São Paulo, representando um universo de 7 milhões de lares

Últimas Notícias

A Kantar avaliou o equity de várias marcas para entender o cenário atual e o que diferencia aquelas que mais crescem

Marca de Jeff Bezos ultrapassa a Apple e aumenta o seu valor de marca em 52%

As fronteiras entre a tecnologia, as pessoas e o entorno estão cada vez menos visíveis. Isso muda por completo a forma como as marcas se comunicam

Varejo e bancos impulsionam o crescimento do valor total das marcas mais valiosas do ano

Banco investiu em soluções tecnológicas e experiência do cliente para crescer 35% e chegar ao topo; Google leva o prêmio de marca mais forte e Magazine Luíza, a com maior crescimento

Leia também