Brasil Insights

Brasil e Argentina são países da América Latina que mais fazem pagamentos em cartão de crédito

Giovanna Fischer

Marketing and Consumer Insights Director

Consumo e Negócios 14.08.2019 / 00:00

Credit Card

45% das famílias usam o método para compras de FMCG na América Latina

Ao lado da Argentina, o Brasil é o país da América Latina que mais faz uso de cartão de crédito na hora de comprar produtos de consumo massivo (FMCG). De acordo com levantamento da Kantar, 45% das famílias latino-americanas utilizam cartão de crédito na região para compras de FMCG, já no Brasil este número sobe para 65%.

As famílias brasileiras usaram o cartão de crédito para esta finalidade 15 vezes durante o ano de 2018, o que significa uma compra paga com o dispositivo a cada 24 dias. Já na América Latina, o uso de cartão de crédito foi a cada 25 dias. Praticamente 100% das famílias da região utilizam o dinheiro como forma de pagamento, que foi eleito para quitar uma compra de FMCG, em média, a cada 6 dias no Brasil, o que dá um total de 61 vezes ao ano. Na América Latina, este número sobe para 132 vezes no ano, em média a cada 2 dias.

O estudo, que analisou os países da América Latina com exceção de Chile e Bolívia, concluiu ainda que 20% de todo o montante gasto com as categorias de rápido consumo na região é quitado em cartões de débito, crédito ou conveniados de lojas. Além disso, a escolha pelo cartão de crédito nestas situações cresceu 2% no ano passado. Mesmo período em que as notas perderam 2,1% em valor, apesar desta modalidade ainda representar 74,7% do total arrecadado.

No Brasil, 30% das compras de FMCG em 2018 foram quitadas através de cartão, um crescimento de 8% em comparação a 2017. Pagamentos através de dinheiro representaram 61% do total arrecadado e, assim como na América Latina, perdeu 2% em valor.

O ticket médio gasto no cartão de crédito em compras de FMCG no País é de R$ 73. Enquanto o gasto médio por compra em dinheiro é de R$ 41. O uso dos métodos também se diferencia nas missões de compra. No Brasil, o cartão de crédito é o método mais utilizado para compras de abastecimento, em 60% dos casos as famílias optaram pelo dispositivo para quitar as despesas. Já o dinheiro é a modalidade escolhida para pagar 25% das compras de proximidade, quando são levados para casa menos produtos de uma vez.

Famílias mais jovens, de classes mais altas, sem filhos e formadas por uma ou duas pessoas são as mais adeptas ao uso do cartão de crédito na América Latina, enquanto lares latino-americanos monoparentais e com filhos optam pelo dinheiro com maior frequência.

"Somente no Brasil, as despesas com bens de consumo massivo representam 28% dos gastos das famílias e é importante observar a maneira como elas pagam por elas. Apesar de usarem o cartão menos vezes, os valores gastos a cada ida ao ponto de venda são maiores quando pagam com o dispositivo. Enquanto o dinheiro é eleito majoritariamente em compras menores e mais frequentes”, analisa Giovanna Fischer, Diretora de Marketing e Insights da Kantar.

Considerando os canais de compra, só no Atacarejo, as compras com cartões cresceram 25% e 30% das famílias utilizaram o método como pagamento de suas compras em FMCG, um incremento de 22 mil novos lares em 2018.

Fonte: Kantar

Últimas Notícias

CX é um motor para o crescimento, não apenas uma palavra da moda.

Um mergulho em duas décadas de história revelam transformações no consumo, na forma de comunicação e nas características da sociedade brasileira

Confira o Getting Media Right: Marketing in Motion e conheça os principais desafios dos profissionais

Estereótipo do gênero feminino como responsável pelas compras do lar não é fundamentado nesse canal

Batom faz parte do kit de maquiagem de 98% das mulheres com mais de 55 anos

Leia também