Brasil Insights

Outubro Rosa: Informe-se sobre o câncer de mama

Priscylla Almeida

jornalista

Saúde e Esporte 03.10.2016 / 04:00

breast-cancer-awareness-month-pink-october-ribbon-mes-conscientizacao-cancer-mama-fita-rosa-outubro-rosa

Campanha do #OutubroRosa convidam a tomar cuidados e medidas preventivas

No Brasil, o mês de outubro é época de monumentos e cidades ficarem mais rosa. Isso acontece por causa do Outubro Rosa, um movimento mundial que a cada ano vem ganhando mais força a fim de conscientizar todas as mulheres sobre a importância da prevenção ao câncer de mama. Aqui, é o tipo de câncer que mais causa morte entre as mulheres, perdendo apenas para o de pele não melanoma, segundo o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Já a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que se essa tendência continuar, a incidência da doença no continente americano pode crescer 46% até 2030.

Para reduzir essa estatística, o ditado ‘prevenir é melhor que remediar’ torna-se ainda mais verdadeiro, já que a detecção precoce da doença é a forma mais efetiva de combatê-la. “Realizar a mamografia e as visitas periódicas ao seu médico são fundamentais, já que estão diretamente relacionadas ao estágio da doença e ao aumento das chances de cura”, afirma a médica oncologista Bruna Pegoretti, diretora do departamento de Medical Intelligence da Evidências – Kantar Health. Além disso, manter hábitos saudáveis aliados à prática de atividades físicas também são fatores importantes na saúde da mulher. “Parece ‘clichê’ falar isso, mas o impacto positivo desses hábitos é de uma magnitude incrível. Existem estudos comprovando que mesmo após descobrirem o câncer de mama, mulheres que adotam bons hábitos têm redução de mortalidade considerável pela doença em relação às mulheres que seguem com maus hábitos”, pontua Pegoretti.

É comum associarem o autoexame como forma de prevenção do câncer de mama até mesmo na divulgação do Outubro Rosa. Porém, especialistas lembram que apesar do grande apelo informativo, o autoexame não é efetivo na detecção e não pode ser substituto da mamografia. “Já surgiram estudos há alguns anos que comprovam que o autoexame na verdade não ajuda, sendo a mamografia o exame que realmente irá auxiliar na detecção do diagnóstico precoce”, alerta Pegoretti.

MAIS SOBRE OUTUBRO ROSA: Mídias sociais ajudam a sensibilizar e informar sobre o câncer de mama

Fonte: Kantar Health

Nota do Editor

Jornalista, se precisar de mais dados ou se quiser entrevistar algum dos nossos especialistas, por favor, entre em contato conosco.

Você também pode receber nossas novidades através da nossa newsletter, ou acompanhando nossas postagens no Twitter, no Facebook ou na nossa página no Linked In.

Últimas Notícias

Estudo global Tendências & Previsões de Mídia apresenta os desafios que a indústria e os profissionais de mídia terão pela frente

Confira a entrevista sobre o estudo Who Cares, Who Does - – a resposta do consumidor ao consumo de plástico

Conheça dez fatos sobre a data e o comportamento de compra online no Brasil

As regras antigas estão sendo quebradas por novos players que estão tomando a dianteira da inovação

Desemprego ainda é variável que merece atenção, principalmente entre jovens.

Leia também