Brasil Insights

Astutos, equilibrados e práticos: conheça os Centennials

Sebastian Codeseira

Diretor de Trends & Futures

Comportamento 03.09.2015 / 10:00

jovens-reunidos-laptop-tarefas-responsabilidade-centennials

Novas experiências geram outras expectativas e formas de ver a vida

Existem diferenças drásticas entre quem chegou à vida adulta na virada do milênio, os Millennials, e quem nasceu na virada desse século, os chamados "Centennials". Tecnicamente, o evento é o mesmo - a chegada do novo milênio, a virada do século - mas as experiências e vivências dessas gerações são muito diferentes.

Considerando o cenário econômico mundial, a relação com a tecnologia e até mesmo a sociedade, que tem se tornado mais tolerante, os objetivos e comportamentos de Millennials (também conhecidos como Geração Y) e Centennials diferem em questões que se tornam bem práticas. Confira abaixo algumas das principais diferenças destacadas pela The Futures Company:

Ambiciosos versus astutos

Os Millennials cresceram em uma época de prosperidade econômica, sendo incentivados a seguir suas paixões e explorar possibilidades. Isso fez deles uma geração bastante ambiciosa, selvagem, que prefere curtir a vida a pensar no futuro. Idealistas, eles têm uma tendência a construir uma autoestima mais sólida, e querer buscar novas possibilidades para si mesmos e para a sua geração. No entanto, os Centennials chegam à adolescência e vida adulta encarando uma situação mais complicada, na qual nem todos conseguem ser bem-sucedidos e as opções se tornaram mais escassas. Por isso, acabaram desenvolvendo um viés mais prático e pragmático, com expectativas mais equilibradas sobre o futuro.

Inteligência intrapessoal versus inteligência prática

Os Millennials aprenderam a compreender seus próprios estados emocionais, vontades e motivações. É quase um hábito refletir sobre a própria vida, analisar os relacionamentos e até mesmo ter devaneios. Esse tipo de inteligência intrapessoal vem também da sua criação, que enfatizou bastante a autoestima. Já os Centennials vêm mais valor na praticidade, equilibrando as vontades pessoais com as necessidades do ambiente em que estão. Já que o mundo tem oferecido menos oportunidades e menos compaixão, esse viés acabará ajudando-os a encontrar meios de alcançar o sucesso. É importante ressaltar que isso não significa que as diferentes gerações tenham uma completa ausência de um tipo de inteligência, mas sim que uma delas foi reforçada durante a sua criação e pelas situações que as pessoas daquela faixa etária experimentaram. A inteligência cultural, por exemplo, é um tipo de inteligência prática, que será necessária para navegar e negociar a transição da nossa sociedade de uma que é apenas multicultural - que aceita novas culturas, mas que as segmenta - para uma nova que está cada vez mais se tornando policultural - que entende que as culturas são fluidas e que podem se mesclar e/ou ter intersecções.

Pressionando o 'sistema' versus desviando do 'sistema'

Os Millennials aprenderam a usar o sistema contra ele mesmo. Através de mídias sociais, eles exigiam respostas de instituições e de marcas, geravam demanda e reuniam pessoas com ideais similares para militar por uma determinada causa. Mesmo trabalhando com o sistema corrente, eles encontraram maneiras de tirar vantagem do seu poder de consumidores. No entanto, colocar pressão no sistema só dá certo se esse sistema funcionar, senão tudo é esforço perdido. O problema para os Centennials é que, na visão deles, as unidades básicas da sociedade, que chamamos de 'sistema', não estão funcionando: ou estão falidas, ou gravemente comprometidas ou precisando urgentemente de uma drástica melhoria. Assim, os Centennials estão sendo conhecidos como a geração que sabe contornar o sistema, desviando dele e criando suas próprias soluções, produtos e opções. Pode ser que os produtos finais desses 'desvios' sejam a principal colaboração e impacto deles na sociedade.

Millennials

Centennials

Desmedida ambição
Foram encorajados a explorar e buscar seus interesses pessoais, e cresceram com a ideia de um mundo cheio de possibilidades

Astutos, mais equilibrados
Menos idealismo e mais pragmatismo. Vivem situações mais sérias e competitivas, vendo o sucesso como algo mais complicado de alcançar

Inteligência Intrapessoal
São bons em perceber seus próprios estados emocionais, sentimentos e motivações

Inteligência prática
Percebem mais valor na inteligência aplicável e prática

Pressionando o sistema
São habilidosos em usar as mídias sociais para fazer pressão e reunir pessoas que acreditam em uma mesma causa

Desviando do sistema
Para eles, o sistema não funciona, por isso estão desviando dele para criar suas próprias soluções, produtos, consertos e caminhos.

Essas características podem se alterar com o passar dos anos, assim como aconteceu com a Geração X, anterior aos Millennials. No entanto, acreditamos que os anos de formação dessa nova geração terão grande impacto nesses jovens adultos de acordo com que eles progredirem na vida.

Fonte: Kantar Futures

Nota da Editora

Jornalista, se precisar de mais dados ou se quiser entrevistar algum dos nossos especialistas, por favor, entre em contato conosco. Você também pode receber nossas novidades através dos alertas de email, ou acompanhando nossas postagens nas mídias sociais. 

Últimas Notícias

Experiência, imediatismo, influência, autenticidade, nicho e credibilidade na jornada de compra na Terceira era do Consumo

Como a nova era do consumo impacta os rumos do mundo conectado? Essa é a E.R.A de experiências, relacionamentos e algoritmos

Os Centennials representam 32% da população brasileira e estão se tornando uma potência econômica com influência crescente nos gastos e na fidelidade às marcas

Apesar do resultado superficial para o iOS não impressionar, o iPhone top de linha foi o mais vendido do mercado britânico

Criada a partir da fusão de Kantar Added Value, Kantar Futures, Kantar Retail e Kantar Vermeer, a nova marca da Kantar surge para para ajudar marcas e varejistas a crescer

Leia também