Brasil Insights

iPhone 5S é o iPhone mais vendido no Brasil

Móvel 12.09.2016 / 14:00

iPhone5s

Dentre os smartphones da Apple, o modelo foi o mais comprado no 1º semestre de 2016

A Apple apresentou na última semana o novo iPhone 7, que dá fim ao conector de áudio 3,5mm e traz inovações no botão home e na câmera. No entanto, o iPhone que está fazendo sucesso no Brasil é o apresentado há 3 anos, o iPhone 5S. Segundo dados do painel ComTech da Kantar Worldpanel, ele foi o iPhone mais comprado no país no primeiro semestre de 2016. Modelos mais recentes, como o iPhone 6 e o 6S, ainda não engrenaram tanto as vendas - aparecem na 5ª e 6ª colocação nas vendas, respectivamente.

Nos EUA, o ciclo de troca de smartphones é estimado em 22 meses, com um prazo um pouco mais extenso para os usuários de iPhone, que costumam trocar seus aparelhos a cada 25 meses. Em uma pesquisa realizada em junho entre os norte-americanos, 29% dos proprietários de iPhones 6/6 Plus pretendiam trocar seus aparelhos ainda neste ano, e quase todos tinham a intenção de se manterem fiéis à Apple. Entre esses que potencialmente vão atualizar seus smartphones, a vida útil da bateria é o item mais importante (75%), seguindo pela qualidade da câmera (63%) e capacidade de armazenamento (53%). Felizmente, a Apple promoveu melhorias em todas essas funcionalidades no seu novo iPhone 7 e 7 Plus.

Falta o plug de áudio

A principal reclamação dos consumidores sobre os novos lançamentos da Apple, no entanto, é a ausência da entrada de áudio de 3,5mm. A Apple removeu essa opção do seu modelo mais recente de iPhone - ao invés dela, a marca oferece a possibilidade do uso da conexão lightning para escutar áudio e incentiva o uso de fones wireless, como os AirPods lançados na última quarta-feira (7).

O problema é que o conector de áudio 3,5mm tem sido o padrão do mercado desde o início das vendas de smartphones, além de estar em rádios desde os meados dos anos 60. "É possível que quem hoje possui um iPhone 6 ou 6Plus não considere esse item [a remoção do conector 3,5mm] uma barreira para comprar o novo modelo, já que eles têm uma tendência maior de concordar com afirmações como 'eu amo comprar novas tecnologias' e 'eu tento me manter atualizado com as novas tecnologias desenvolvidas' do que proprietários de iPhones mais antigos ou de outras marcas de smartphones", explica Lauren Guenveur, diretora de ComTech da Kantar Worldpanel. "Além disso, a Apple não seria a primeira a dar fim no conector de áudio 3,5mm, já que tanto o Motorola e a LeEco já fizeram isso nos seus modelos Moto Z Droid e Le 2", lembra Guenver. É preciso lembrar que há quem acredite que a remoção desse conector de áudio pode inclusive ser um ótimo benefício, já que permite que o aparelho seja mais resistente à água e poeira, excluindo a vulnerabilidade representada pelo plug de 3,5mm.

Fonte: Kantar Worldpanel

Nota do Editor

Jornalista, se precisar de mais dados ou se quiser entrevistar algum dos nossos especialistas, por favor, entre em contato conosco.

Você também pode receber nossas novidades através da nossa newsletter, ou acompanhando nossas postagens no Twitter, no Facebook ou na nossa página no Linked In.

Últimas Notícias

Um mergulho em duas décadas de história revelam transformações no consumo, na forma de comunicação e nas características da sociedade brasileira

Confira o Getting Media Right: Marketing in Motion e conheça os principais desafios dos profissionais

Estereótipo do gênero feminino como responsável pelas compras do lar não é fundamentado nesse canal

Batom faz parte do kit de maquiagem de 98% das mulheres com mais de 55 anos

Questões de saúde mental são os principais motivos para discriminação no local de trabalho

Leia também