Brasil Insights

Apple mantém market share às vésperas da chegada do iPhone X

Dominic Sunnebo

Global Business Unit & Commercial Director

Móvel 09.11.2017 / 06:00

iPhone_X_comtech-dados-antes-do-lancamento-na-europa

Enquanto isso, a chinesa Xiaomi chega ao mercado europeu

Mesmo diante da chegada do iPhone X às lojas, dados do painel ComTech da Kantar Worldpanel mostraram que a parcela de mercado do iOS, sistema operacional da Apple, se manteve estável na Europa no trimestre que se encerrou em setembro de 2017, enquanto foi detectado crescimento nos EUA e na China. A performance do Android continuou sendo excelente no Reino Unido, onde aumentou seu market share em 8,2 pontos percentuais, chegando à 63,9%.

A manutenção ou crescimento do market share da Apple nessas regiões estratégicas é impressionante, considerando que o iPhone X ainda não estava disponível no mercado no período analisado. As vendas de iPhone 8 e iPhone 8 Plus estavam abaixo das vendas de iPhones 7 e 7 Plus registradas no ano passado. No entanto, como o iPhone 8 não é um flagship, a comparação não é tão significativa. Consumidores que estavam comprando versões mais baratas ou de versões anteriores do iPhone antes da chegada do iPhone X terão um pequeno impacto na média dos valores de vendas, que deve ser mais do que compensados com o início das vendas do iPhone X – que será vendido nos EUA e Europa a partir de $999 e £999.

No dia 7 de novembro, a chinesa Xiaomi anunciou que estaria iniciando oficialmente as suas vendas de smartphone na Espanha, primeiro país europeu onde seus aparelhos serão disponibilizados. Esse anúncio chacoalhou o mercado europeu, e ainda que esse seja um marco da chegada da Xiaomi na Europa, os smartphones da marca já estavam adentrando o continente com números significativos desde o ano passado.

Nos grandes mercados europeus (como Alemanha, França, Reino Unido, Itália e Espanha) quase 1,4 milhões de smartphones da Xiaomi já foram comercializados, a maioria vindos de sites chineses como Gearbest e AliExpress. O equivalente a 63% desses pacotes aterrisaram na Espanha, por isso não é nenhuma coincidência que esse tenha sido o mercado escolhido para a estreia da marca no continente europeu.

O sucesso da Xiaomi na Europa não se restringe à smartphones. A Xiaomi também é a 5ª maior provedora de wearables e monitores de atividades durante o último ano nos principais mercados europeus, onde a empresa vendeu mais de 1,2 milhões de monitores de atividades.

Fonte: Kantar Worldpanel


Nota do Editor

Os dados dessa matéria se referem ao trimeste encerrado em setembro de 2017, em análise dos mercados do Reino Unido, EUA, França, Espanha, Alemanha, China, Austrália, Itália e Japão.

Últimas Notícias

Com mais de 21 milhões de inserções, o semestre apresenta crescimento de 7%

45% das famílias usam o método para compras de FMCG na América Latina

O NeedScope analisou pais como Ned Stark de Game of Thrones e Ross Geller de Friends

Na era da informação, a dificuldade de entender a quantidade de dados à nossa disposição pode acabar nos devorando

A instabilidade política e econômica continua impactando a performance das categorias de consumo massivo

Leia também